Forte Cheyenne e Costa Azzurra: Parelha do Stud Magi triunfa no VI Grande Prêmio Magi Averaldo

Matéria: Fábio Câmara

Forte Cheyenne, um macho, castanho, 5 anos, gaúcho, por Kodiak Kowboy (USA) e Normandie, criação do Haras Nijú e propriedade do Stud Magi, foi o lídimo vencedor do VII Grande Prêmio Magi Averaldo “In Memoriam”, numa tarde de repleta de emoções e congratulação entre os turfistas, sempre com respeito aos protocolos de sanitários de combate à COVID, chegando cabeça escassa à frente da faixa, Costa Azzurra, num final de cinema para a prova principal da sabatina no Jockey Club Cearense.

Dada a partida, Lindo Maravilhoso foi resoluto para a vanguarda, com Costa Azzurra, Fossato, Master Tiko e Forte Cheyenne a seguir. Na altura dos 600 metros finais, Forte Cheyenne deu uma partida longa e dominou os ponteiros. Lindo Maravilhoso deu por encerrada a sua missão, quando se notou o ressurgimento da “faixa” Costa Azzurra, que passou a buscar seu companheiro, porém por pouco não chegou a tempo. Master Tiko avançou e finalizou em terceiro. O tempo foi de 148,8s.

Nas demais provas clássicas: Impostor Master, com Antônio Queiroz “up”, atropelou e venceu a 1ª Prova da Tríplice Coroa Master, Clássico Francisco Guido Alencar “In Memoriam”, levando de vencido o 7º Páreo; Gavião da Lagoa, com a retirada do animal Brother For Life, venceu de “bandeira a bandeira” o oitavo número da tarde, 1ª Prova da Tríplice Coroa Juvenil, Clássico Antônio F. Telles Filho “In Memoriam”; Storm Machine foi superior na nona carreira, Grande Prêmio Cristiano Mendes de Cordova Nascimento, maior penca de PSI do Nordeste, estabelecendo o recorde da distância de 600 metros; na décima disputa, Danish Ship, mesmo largando mal, tomou a frente na entrada da reta e ainda aparou o ataque do fiel Super Academy, vencendo a prova de velocidade do Festival, Grande Prêmio Dante Magi; e no 11º Páreo, Grande Prêmio Giovanni Magi, a milha de nossa festa maior, vitória tranquila de Touro Bravo, de ponta a ponta.

Nas outras carreiras: fácil triunfo de Hot-Quartz na abertura da jornada; na segunda disputa, vitória tão tranquila quanto surpreendente de Carolina Courage; no terceiro páreo, Vieux Renard foi outro fácil vencedor; na quarta carreira, History Buff fechou a lista de fáceis vitórias pela manhã. À tarde, Si Si Mon Ami venceu a quinta disputa, em mais triunfo tranquilo; no sexto páreo, a veloz La Gata Rubia aparou o ataque final de Honky Tonky Woman.

Após o sucesso da programação, as atenções se voltam para os Clássico Jockey Club Pernambuco e Derby Club Sobralense, realizados no próximo dia 24 de julho, além das segundas provas das Tríplices Coroas Juvenil e Master.

A seguir, os resultados completos:

Temporada 2020/2021

Resultados da 7ª Corrida – Sábado, 19 de junho de 2021

1º Páreo – Prêmio Bartolomeu Arruda Câmara – 1.500 metros – 96,2s: 1º Hot-Quartz – H.Melo – F.S.Silva – Stud Homo Horse; 2º Hey Bubble; 3º Minotouro. N/C: Chateau Langlet.

2º Páreo – Prêmio Equipe Magi – Taça Jaime Lemos – 1.300 metros – 82,5s: 1º Carolina Courage – A. Queiroz – F.A.Viana – Stud JATSS+4J.LBG; 2º Qui Cest Moi; 3º First Bet; 4º Sortudo; 5º Bills Ryon.

3º Páreo – Prêmio Criação Cearense – Taça Haras Rancho Dona Conceição – 1.000 metros – 63,1s: 1º Vieux Renard – A.N.Mesquita – F.A.Viana – Stud Elite; 2º Homerun; 3º Auspiciosa Parente; 4º Obinophone; 5º Reno; 6º Antetokounmpo. N/C: Linda Graziela.

4º Páreo – Prova Especial Francisco Edmar Feitosa “In Memoriam” – 1.300 metros – 83,1s: 1º History Buff – A.Maciel – J.A.Barros – Stud No Stress Recife; 2º Gritante; 3º Suave Kick. N/C: Azzam Luna Kodiak.

5º Páreo – Prêmio Colaboradores do JCCE – Taça Onadina Gomes – 1.100 metros – 68,3s: 1º Si Si Mon Ami – A.Maciel – E.D.Lemos – Stud J.R.Dias; 2º Condessa D’Ita; 3º Visigodo; 4º Deserto; 5º Namorico.

6º Páreo – Prêmio Família Saboya – 1.200 metros – 77,2s: 1º La Gata Rubia – A.Maciel – W.Santiago; 2º Honky Tonky Woman; 3º Fangio; 4º Legend Thunder; 5º Gregoriano Neto (NCP).

7º Páreo – Tríplice Coroa Master – 1ª Prova – Clássico Francisco Guido Alencar “In Memoriam” – 1.000 metros – 61,7s: 1º Impostor Master – A.Queiroz – F.Haroldo – Stud Remar & Haras Pernambuco; 2º Regal Aquilo; 3º Olho Mágico; 4º Edisinho.

8º Páreo – Tríplice Coroa Juvenil – 1ª Prova – Clássico Antônio F. Telles Filho “In Memoriam” – 1.000 metros – 62s: 1º Gavião da Lagoa – H.Melo – J.Lemos – Stud Queiroz; 2º King Suarez; 3º El Sheriffe; 4º Tocqueville; 5º You Cat; 6º Bill Tiger. N/C: Brother For Life.

9º Páreo – Grande Prêmio Cristiano Mendes de Cordova Nascimento – A Maior Penca PSI do Nordeste – 600 metros – 33,1s: 1º Storm Machine – W.Xavier – E.D.Lemos – Haras Cariri PE & Stud Sampaio; 2º Aktion Glory; 3º King Xenon; 4º El Negro de Oro.

10º Páreo – Grande Prêmio Dante Magi – 1.000 metros – 62,2s: 1º Danish Ship – W.Xavier – E.D.Lemos – Haras Cariri PE & Stud Sampaio; 2º Super Academy; 3º Bishop’s Quest; 4º Honest Boy; 5º El Bacan.

11º Páreo – Grande Prêmio Giovanni Magi – 1.600 metros – 104s: 1º Touro Bravo – A.N.Mesquita – J.Alves – Stud Neves; 2º Gulf Watch; 3º Ponsardin; 4º Eggoista; 5º Miracle Mile; 6º Berlin Light.

12º Pareo – VII Grande Prêmio Magi Averaldo – 2.200 metros – 148,8s: 1º Forte Cheyenne – F.H.Costa – J.Lemos – Stud Magi; 2º Costa Azzurra; 3º Master Tiko; 4º Fossato; 5º Lindo Maravilhoso.

Pista: Areia Leve

Postada em Publicações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *